quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Diferença sobre co-dependência emocional e tristeza pós separação

Dica de filme muito bom para qualquer tipo de co-dependência - Bounce – um caso com sentido..


Qual a diferença entre a co-dependência emocional e uma simples tristeza após perda?


O tempo! Na tristeza às vezes pensamos no ente querido, mas conseguimos tocar nossas vidas. Na co-dependência, o ente falecido ou objeto de nosso “amor” se transforma nas nossas vidas. Não aceitamos a ruptura ou a possibilidade de separação. Quando se consegue decidir romper a dor é profunda, os pensamentos são obsessivos, a solidão é insuportável e tendemos a nos envolver novamente em relacionamentos de co-dependência. Esse tipo de vício é comumente encontrado em parceiros de viciados, onde seu vício é ser a vítima do viciado ou pessoa violenta. Passa-se a relevar todas as agressões e humilhações e a viver uma ilusão de que a culpa de tudo é sua. Exemplo: mulheres que acham que é sua própria culpa serem espancadas diariamente por um alcoólatra. Chegam a dizer coisas absurdas como: “foi porque eu não lavei bem a louça e isso o deixou irritado”, ou “eu não fui compreensivo o suficiente, por isso ela saiu e ficou com vários homens...”
Uma observação válida é de que muitos co-dependentes sentem ou pensam constantemente, até desde o início de seus relacionamentos doentios que o relacionamento é ruim e não os faz feliz, pensando em se separar o tempo todo, mas quando a oportunidade lhes é apresentada, sofrem e fogem para a ilusão de que aquilo é o máximo que qualquer um pode ter.

Um comentário:

Anônimo disse...

Existem pessoas dependentes de emoções ? Existe pessoas dependentes de tristeza, que só se sentem "bem" ficando tristes ? Será que, se um co-dependente que acaba no final do conflito sempre ficando triste, não teria mais um dependência emocional do que uma dependência afetiva ?