segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

DHEVAS - IRMÃOS NA NATUREZA


Dica de Dhevas

Dehvas são deuses em sânscrito, mas hoje temos usado muito este termo pra nos referirmos aos deuses naturais ou Kins (como são chamados no xintoísmo) – Vide desenho animado – A Viagem de Chihiro. Assim nesta ótica, dhevas são os responsáveis pelas informações e formações de todas as coisas no planeta e fora dele. Numa hipótese de hierarquia: dheva das rodas do seu jardim, dheva das rosas híbridas brasileiras, dheva das rodas e roseiras da terra , dheva das flores (Rainha Diganda), dheva do reino vegetal, Gaia, dheva da formação vegetal da galáxia, e cresce ainda mais quando falamos em universo. Os Japoneses e indianos, assim como os celtas, demarcam os lugares onde estes grandes espíritos (grandes em grau de pureza e sabedoria e não exatamente em tamanho) ficam na grande parte de seu tempo, assim vemos muitas montanhas sagradas (os índios também seguem nessa linha – a mesma de todos que acham que devemos conviver com o mundo natural e não que este está aí para nos servir....coisa muita burra). Também é bastante comum um lago sagrado, uma pequena fonte sagrada (uma delas é de onde sai a essência Rock Water – dos florais de Bach), um jardim sagrado (vide Findhorn na Escócia ou Perelandra nos EUA) e até uma árvore sagrada....lembra da árvore da Pocahontas? Hoje em dia estamos começando a recuperar o contato e o respeito por estes seres divinos e lindos.
Dicas:
· A melhor oferenda é não sujar o meio onde o dheva está;
· Deixe uma parte do seu jardim, intocado ou com flores sem nenhum agrotóxico...e se o formato do jardim der uma alterada, mesmo que você não queira...deixe se alterar, pois ele é para os dhvas e não para você.
· Leia: Como Se El Dios em Todo Lo Creado Fuera Importante de Michael Smal Ringht; O Mundo dos Anjos e Dhevas de Michel Coquet e o material das Essências dos Golfinhos (procure no Google) – ah! Conheça uma expert brasileira no assunto: Laís – co-criadora das Essências dos Golfinhos, em São Paulo – conferir seu espaço é uma viagem real ao mundo natural, mais lindo do mundo – universo de Pam.
· Para entrar em contato com os dhevas (salvo anjos, arcanjos, etc...aí compre a revista Wicca deste mês, que está show): 1) Faça jejum, ou seja, fique uns três dias ao menos, comendo frutas e verduras frescas e cereais. Sente-se num meio natural, sem sujá-lo...num local, onde não seja tumultuado. Aqui no sul recomendo Itaara e aqui em Guaíba, na Florida (onde moro), para cima: na Mantiqueira, no Cerrado (que tem grande população de dhevas de hierarquia superior), amazônia – óbvio, embora o de lá esteja ficando fraquinho....e é o mais forte do planeta....2) respire fundo e emane amor para eles. Diga em voz audível, que só quer aprender sobre eles, e que deseja ser amigo. Simples, né? Mas não pensa que a resposta vem rápido...pois eles não estão acostumados com humanos conscientes e gentis....tente quantas vezes for necessário. Para que? Muito Simples – conviver com os seres do seu mundo. Ajudá-los e com certeza a magia que existe no mundo deles transbordará para o seu. O dhevas são maravilhosos! São plenos de amor, sabedoria e cura. Sem eles nenhum elixir ou floral é bem feito. Ame-os, respeite-os e eles te amarão e te ensinarão. Não é uma troca e sim uma amizade. Grandes Magos e Druidas sabem que mais vale um dheva que te respeite e te tenha por amigo, do que um dheva escravo.


Beijos da Gabi. AMO VOCÊ!!! MUITO, MUITO, MUITO!!!!
OBRIGADO!

Nenhum comentário: