domingo, 20 de janeiro de 2008

Dica de mulher para mulher -



Estava eu a conversar com um amigo de longe, pela Internet, quando minha mãe pediu um tempo e veio me falar.
- Filha, os homens não são iguais as mulheres, nem tem que ser, assim, não fale como se fosse com sua melhor amiga, converse, mas lembre disso.
Demorei alguns segundos para compreender sua sabedoria e me lembrar que minha melhor amiga, ou ainda, seu marido, que sempre diz: que os homens “maudam” as coisas. No início, fiquei fula por ter minha liberdade de expressão tolhida por uma etiqueta machista, mas depois lembrei que quando falamos com um estranho, com uma celebridade, com outras pessoas, cada um tem sua maneira de se comunicar. Assim mais uma vez minha mãe estava com a razão. Nós mulheres, extremamente matriarcais ou filhinhas, ou fazemos gênero, charminho, ou tentamos dar opinião o tempo todo, para “proteger” as pessoas. Os homens caçam e é só. Errado? Não. Cada um é cada um. Assim mudei meu “talking”, conversa, e o interlocutor, do outro lado, pareceu “relaxar”. Sabe, nem tudo é sempre igual, os novos livros de auto-ajuda feminina tem lembrado as mulheres que elas também podem ser corporativas e que sua união mantém a firmeza do clã, ou família, ou ainda, empresa. Isso mudou, e é ótimo. Mas o que não mudou é que continuamos mulheres e dotadas da nova ferramenta chamada: auto-confiança só temos que nos relacionar com as pessoas de acordo com suas naturezas, assim não há competição entre sexos, nem desrespeito. Se ame, confie em si mesma, e olhe o que lhe sai pela boca e o que diz com seus atos, pra falar o que quer que realmente pensem de você. Isso se chama autenticidade. Para ajudar os florais: F8, F2 e F1 trazem esse foco. Bjocas da Gabi.

Nenhum comentário: