segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

DEMENTADORES - ANJOS DE DEVAS


DEMENTADORES – ANJOS E DEVAS


Das figuras que habitam o mundo lúdico de Harry Potter a que mais me intriga, e estaria mentindo se não dissesse que me fascinam (no sentido de estudo) são os dementadores – seres que seriam os guardiões de Ascaban, que na estória de J. Rowling é a prisão dos bruxos perigosos.

Estes seres, arrancam o prana vital de suas vítimas, não tem senso de bem e mal, voam, e sua presença traz frio e vazio na alma, tristeza, como se a pessoa nunca mais fosse ser feliz. Isso nos leva ao seres do reino do ar, pois existe muita coisa que não sabemos, nem tudo nos reinos são lindas fadas ou sílfides furiosas. Os dementadores não são desencarnados humanos, são de outra natureza, como um deva. Tenho observado meus pacientes depressivos e seus sintomas de pulmão, elemento dito ouro ou metal, mas que em verdade é de fixação e CONGELAMENTO. É o desequilíbrio ou simplesmente um aspecto do ar. Quando em excesso ficamos infelizes, tristes, gelados e não vemos luz no final do túnel. Sintomas variam de depressão, aos problemas respiratórios até a loucura e o desespero. Já estão tratando, em alguns hospitais a confusão mental e a depressão com remédios para o pulmão. Na grande parte da literatura sobre os seres criados, que não seja romântica, anjos, devas e seres como salamandras, ondinas, etc...não tem co conceito dual de bem e mal, apenas tem seus conceitos, ou seja, os da sua espécie, e bem e mal não fazem parte, o que é função. Ninguém é bom o mal, e sim serve para algo. Os dementadores nos parecem seres deste reino do ar. Agem dentro do seu aspecto sombrio e glacial, assim como o ceifeiro (anjo da morte - e diga-se que nem todo mundo precisa dele para fazer a passagem) que não é bom ou mau, mas tem uma função, o desligamento. Quando falamos em anjos do grupo solar, os mais conhecidos, tipo Arcanjo Miguel , a sintonia se faz pela oração e pelo louvor, e ainda diretamente = estado de graça e alegria, vendo beleza em todas as coisas. Bem se o sol é seu uno direto então: a beleza, o brilho, a unidade e o centro são realmente seus ligam (links): é a exaltação, o estado de graça – harmonia do plexo solar e vida no coração (elementos ígneos como o sol). Mas outros seres criados tem seus próprios links e com certeza não são iguais, pois o link, a sintonia é de acordo com a natureza. A solução da estória do bruxo Harry, é ver uma luz, se apegar em algo bom, e comer chocolate, endorfinas e serotonina. Ou seja, sai-se da natureza destes seres e passa-se para natureza de outros, quebra-se o link, a ligação o elo. Pense nisso, lei da atração mais básica, aquilo que sente potencializa todo um universo nos seus órgãos internos e células e estes micro-seres são milhares em sintonia com outros seres da unidade criada (e até incriada – mas isso é assunto para cursos) e os atraem ou simplesmente projetam sua consciência para suas realidades. O cético, teoricamente é o menos afetado porque não tem nenhuma imaginação e não se ligaria a nada, mas isso é uma ilusão, pois este sente e mesmo que não ore ou creia suas células e partículas estão vivas e tem suas memórias próprias e de grupo e podem se sintonizar com outros seres ou forças. Então é melhor saber, estar atento, sem nóia e com calma. Você pode não aceitar que sente ódio, mas numa ofensa, seu fígado sente, você querendo ou não, é da natureza dele. Em estado de felicidade, ele sente benevolência e fica saudável ou melhor em sintonia com os seres que tem por função ordenar a forma e evolução humana, assim mantém-se íntegros. Somos todos seres criados, por muitos seres e criamos com eles. Quanto aos dementadores, pense nisso, frio na alma, não tem forma, um anjo não tem, mas se você, der forma e lhe dirigir um patrono (feitiço de ver uma luz prateada em forma de um guardião recheado de suas boas memórias de felicidade) vai ver a energia ruim sumir simplesmente.

Nenhum comentário: